Chat Lateral
Últimos assuntos
» Avatares Femininos
Qui Dez 08, 2016 3:15 pm por Moon Gyeon Lee

» Área de Flood
Ter Set 15, 2015 10:48 pm por Lisbeth Vannucci

» [FP] Charlie A. Reacher
Qui Ago 27, 2015 8:31 pm por Luix H. W. Kriskahn

» [FP] O'Neall, Amelia R.
Qui Ago 27, 2015 7:29 pm por Amelia R. O'Neall

» Promoções de Abertura
Qua Ago 26, 2015 8:14 pm por Sophia D. Olderschvank

» [FP] ROSS POLLANSKI, MARGOT
Ter Ago 25, 2015 8:27 pm por Dean Winchester

» [TP]As aventuras de Zoey e Luix : Quebrando Maldições [TP]
Seg Ago 24, 2015 5:36 pm por Zoey Brooke

» Pedido de Quest
Seg Ago 24, 2015 3:02 pm por Matthew O'Connor

» Avatares Masculinos
Seg Ago 24, 2015 2:50 am por Caleb Hemmings


[Saga-Luix] Brothers in Arms [SM-Luix]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Saga-Luix] Brothers in Arms [SM-Luix]

Mensagem por Luix H. W. Kriskahn em Ter Ago 11, 2015 10:52 pm


Washington D.C.
Dias atuais.

Era noite, a chuva caia rápida na capital da nação.Nas ruas vazias correntes d'água se formavam iluminadas somente pelos postes de luzes oscilantes que percorriam toda a cidade.O silêncio era mortal.Poucos carros contribuíam quebrando a melodia imposta pela gotas do lado de fora da janela.

A cidade parecia dormir, era isso que eu temia, quando eles dormem é quando o mal age.
-Não nessa noite- eu dizia a mim mesmo enquanto contemplava o prêmio a minha frente.

Em um barraco na periferia da cidade eu ouvia a chuva, me distraia com as notícias numa tv quase sem imagem ligada sobre o chão da sala.

"A chuva é resultado de uma frente fria vinda de Seatle...."

Eu voltava da cozinha a passos lentos,enchendo uma outra ampola com sangue de morto, no centro da sala uma mulher amarrada a uma cadeira, ela era bem decente fisicamente. Baixa,loira,olhos verdes e pele mais pálida que o normal.Ela gemia enquanto em vão se contorcia para se livrar das amarras que a prendia.

Era isso que qualquer leigo veria, oque eu vejo, uma vampira.Seu papel era se infiltrar em festas devido a sua boa aparência, e atrair homens para sua morte certa no seu ninho de vampiros,não nessa noite.

Havia dois dias que ela estava ali,na mesma situação,o seu azar foi ter cruzado meu caminho na outra noite.Recebi o trabalho de um velho conhecido,três pessoas desaparecidas depois de frequentar o mesmo clube...Pensar não é o forte desse grupo de vampiros.

Foi fácil reconhece-la, o seu ego gritava durante todas as músicas, ela tinha o poder de escolher quem levaria para o ninho,só não contava que dessa vez encontrou alguém mais esperto do que ela.Eu.

Durante algum tempo dançamos,por um tempo flertamos,e no fim da noite lá estava ela tão atraída quanto achava que eu estava que eu estava por ela.A parte mais difícil foi fazê-la mudar de ideia trazê-la pra minha casa ao invés de leva-la a suposta casa onde ela morava.

A primeira dose de homem morto foi dada ainda no taxi,ela nem viu oque a atingiu,dose o suficiente para tirá-la desmaiada do carro e quando ela acordasse já estaria amarrada e contida.

Aqui estamos....

-Coisas boas nunca vem de Seatle no fim das contas não é mesmo?
Eu perguntava com olhar sarcástico para o rosto doente da mulher...ela não respondeu....Eu me aproximei da cadeira onde ela repousava,puxei uma outra cadeira para perto e me sentei.De frente para ela boto seus olhos para encararem os meus levantando seu rosto pelos cabelos no topo da cabeça.Minha outra mão passeava pela sua coxa com uma seringa cheia de veneno.

-Vamos voltar de onde paramos,onde está seu ninho?
Falava enfatizando cada palavra com uma pausa.Ainda sem resposta.
Eu solto seus cabelos e seu rosto cai em direção ao tronco,ao mesmo tempo injeto mais uma dose de sangue de morto....Me levanto com violência empurrando a cadeira que estou sentado em direção à parede.Dou as costas e ela me surpreende.

Uma risada enfática, marcada pela dor e pela raiva.Uma frase promissora veio a seguir:

-Você pede demais...quero um trato,me conte sobre você...E eu te dou tudo que tenho.

Eu a ignoro de principio,vou até a cozinha preparar outra dose de sangue, com uma seringa pronta volto para a sala,puxo a mesma cadeira e digo a ela que agora me encarava conscientemente :

-Vamos começar do principio....


AÇÃO/narração      Fala       pensamentoFala de outras pessoas/leituras.[/center]
avatar
Mensagens : 16
Data de inscrição : 02/08/2015
Ver perfil do usuário

Luix H. W. Kriskahn
Hunter

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum