Chat Lateral
Últimos assuntos
» Avatares Femininos
Qui Dez 08, 2016 3:15 pm por Moon Gyeon Lee

» Área de Flood
Ter Set 15, 2015 10:48 pm por Lisbeth Vannucci

» [FP] Charlie A. Reacher
Qui Ago 27, 2015 8:31 pm por Luix H. W. Kriskahn

» [FP] O'Neall, Amelia R.
Qui Ago 27, 2015 7:29 pm por Amelia R. O'Neall

» Promoções de Abertura
Qua Ago 26, 2015 8:14 pm por Sophia D. Olderschvank

» [FP] ROSS POLLANSKI, MARGOT
Ter Ago 25, 2015 8:27 pm por Dean Winchester

» [TP]As aventuras de Zoey e Luix : Quebrando Maldições [TP]
Seg Ago 24, 2015 5:36 pm por Zoey Brooke

» Pedido de Quest
Seg Ago 24, 2015 3:02 pm por Matthew O'Connor

» Avatares Masculinos
Seg Ago 24, 2015 2:50 am por Caleb Hemmings


[FP] Dorian Vaus Blocksberg

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Dorian Vaus Blocksberg

Mensagem por Dorian Vaus Blocksberg em Dom Ago 16, 2015 10:25 am



Dorian Vaus Blocksberg

NOME COMPLETO:
Dorian Vaus Blocksberg

IDADE:
Éons (antigamente); 28 anos

ESPÉCIE:
Demônio

NACIONALIDADE:
Alemanha (atualmente)

APELIDO:
The Blackest Night

GRUPO:
Demônios





PERÍCIAS:
História da Humanidade

DESVANTAGENS:
Frieza; Fúnebre; Intolerância (Prata); Sadismo; Traço marcante (Queimadura na palma da mão direita e na lateral esquerda do corpo);

ANÁLISE PSICOLÓGICA:
Inicialmente muito gentil e alegre, vivendo como todos os seus iguais, não gostava de conflitos e os evitava o máximo possível. Gostava de alegrar o coração daqueles que estavam por perto e era de todo altruísta. Possuía movimentos leves e delicados, sendo sempre muito cuidadoso e educado para com todos. Também gostava de seguir ordens e regras sem duvidar ou reclamar, era feliz, ou pensava que sim. Após sua transformação, passou a se isolar, principalmente por medo. Começou a descobrir sentimentos novos, como a dor, tristeza, ira. Isso era, de certa forma, viciante. Através dos milênios foi ficando mais fechado, cínico, sádico. Passou a não se importar com os outros, a lutar suas próprias batalhas, sem misericórdia. Seu coração foi ficando mais negro com o tempo, até se tornar o que sempre foi: um demônio.

ANÁLISE FÍSICA:
Possui cabelos castanhos curtos, sempre em estilo militar. Tem um porte físico avantajado e seus olhos são castanhos (avermelhados quando retorna às origens). Sempre com uma barba rala. É alto e sempre está com uma expressão séria, a não ser quando é sarcástico ou está prestes a fazer algo que lhe dê algum tipo de prazer. Nesses poucos momentos, um sorrisinho de canto aparece em seus lábios. Mais recentemente acabou adquirindo uma queimadura grave na mão direita, unindo-se à queimadura que tem há muito tempo na lateral esquerda do corpo.

OBSERVAÇÃO:
Julga as pessoas à primeira vista, mostrando-se quase sempre antipático para quem observa.

HISTÓRIA:


A criação de Dorian se deu como a de qualquer outro. Ele, assim como todos os seus "irmãos", foi criado por Deus em uma época em que tempo não era algo com que se preocupar. Tempo não existia, apenas os anjos. Dorian era muito bom, um garoto esperto e alegre que vivia para ver os outros bem. Sempre se ocupava com as mais variadas atividades, uma vez que tinha paixão por conhecimento. Talvez seja por isso que ele se uniu à Lúcifer.

Não necessariamente se uniu à ele, mas o garoto era curioso sobre os humanos e não concordava em adorá-los. Após a queda de Lúcifer, Dorian ficou ressentido e acabou caindo após a tentativa de Metatron de ursurpar o Céu.

Os anos que Dorian passou vagando foram os anos em que ele ia adquirindo conhecimento sobre os homens, vivendo entre eles em várias épocas diferentes, assumindo sobrenomes diferentes e, por vezes, variações do próprio nome. O mundo molda o homem, e também um anjo. Anjo esse que, após milênios vivendo entre os homens, teve sua alma corrompida.

Uma vez que Lúcifer estava livre, Dorian jurou lealdade ao novo Senhor, agora não mais um Anjo, mas um Demônio que era menos do que uma sobra do bondoso jovem que uma vez fora.

Era em uma noite chuvosa de outono, Dorian estava vagando pelas ruas da Alemanha, encoberto nas sombras, como sempre fazia quando encontrou com ele. O demônio observava aquele homem desde que o vira pela primeira vez, ainda criança. De alguma forma, aquele garotinho inocente lhe chamara a atenção, e, com o passar dos anos, Dorian percebeu um certo talento que o garoto tinha para as trevas. Sempre o observara, o vira crescer, e agora que era um homem formado, o demônio sentia uma atração ainda mais forte pelo homem.

Dorian se surpreendera ao ver o homem parado em sua frente, abaixo de um poste de luz, iluminando seu corpo e criando uma sobra que encobria metade do rosto. Ele parecia relutante, mas tentava enfrentar a si mesmo, como se me confrontasse.

– Dorian. – Ele pronuncia calmamente, mas com um tom mais alto que o comum, denunciando sua relutância. Seu conhecimento sobre o nome do demônio lhe é chocante. Nunca falara com ele ou qualquer pessoa diretamente relacionada à ele. – Sei o que você é. Você esteve presente em toda a minha vida. Nunca envelheceu. Você já sabe o que eu quero. – Dorian sorriu com aquela afirmação. Ele realmente tinha a inclinação que o outro sempre acreditara, e agora ele estava lá para conseguir seu poder. Ele seria de Dorian em troca daquele poder.

Sem falar nada, o demônio se aproxima dele calmamente. Presa em sua calça, uma bainha que guardava sua adaga de prata que datava desde sua criação, junto dos outros anjos. Para em frente ao homem, e a única coisa que lhe vem à mente é um nome. Edward. Ele retira a adaga da bainha, sentindo sua mão queimar com o mais simples toque. Ainda sem falar nada, ergue a adaga e a finca no peito de Edward, onde fica seu coração. Ambos gritam. A dor preenche completamente seus corpos, até que Dorian retira a adaga do peito do homem, que não está machucado, e a larga no chão.

– Your soul, now and forevermore is mine. Just like my soul, now and forevermore is yours. And so it shall be forevermore, because neither can live while the other dies. – Pronuncia o demônio, fraco, mas firme, olhando nos olhos do outro, o qual a alma agora lhe pertencia. Estavam unidos para sempre. A adaga era o sinal de que eles estavam ligados e que essa conexão nunca deixaria de existir.

Nota: A frase está em inglês porque quando eu imaginei a cena, imaginei essa passagem em inglês. Iria traduzir para o latim, mas não consegui.
 




NICK BATEMAN - DEMÔNIO - YSOSERIOUSM



Última edição por Dorian Vaus Blocksberg em Dom Ago 16, 2015 5:31 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Mensagens : 1
Data de inscrição : 03/08/2015
Ver perfil do usuário

Dorian Vaus Blocksberg

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Dorian Vaus Blocksberg

Mensagem por Ivan em Dom Ago 16, 2015 3:56 pm

Olá, Dorian.

Sua ficha está impecável. Porém, não há como um demônio possuir um nome humano - talvez uma identidade falsa, mas isto não vem à tona. Então, troque para algum que combine com a sua raça - no caso, de um caído.

Ficha negada.


Let me ask, you fear demons?
avatar
Mensagens : 18
Data de inscrição : 03/08/2015
Ver perfil do usuário

Ivan
Knight

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Dorian Vaus Blocksberg

Mensagem por Ivan em Dom Ago 16, 2015 5:53 pm

Olá, Dorian.

Após a sua correção, o entendimento ficou melhor, e já que se trata de uma identidade falsa, a minha dúvida foi esclarecida. Então, seja bem-vindo.

Ficha aprovada.


Let me ask, you fear demons?
avatar
Mensagens : 18
Data de inscrição : 03/08/2015
Ver perfil do usuário

Ivan
Knight

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Dorian Vaus Blocksberg

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum