Chat Lateral
Últimos assuntos
» Avatares Femininos
Qui Dez 08, 2016 3:15 pm por Moon Gyeon Lee

» Área de Flood
Ter Set 15, 2015 10:48 pm por Lisbeth Vannucci

» [FP] Charlie A. Reacher
Qui Ago 27, 2015 8:31 pm por Luix H. W. Kriskahn

» [FP] O'Neall, Amelia R.
Qui Ago 27, 2015 7:29 pm por Amelia R. O'Neall

» Promoções de Abertura
Qua Ago 26, 2015 8:14 pm por Sophia D. Olderschvank

» [FP] ROSS POLLANSKI, MARGOT
Ter Ago 25, 2015 8:27 pm por Dean Winchester

» [TP]As aventuras de Zoey e Luix : Quebrando Maldições [TP]
Seg Ago 24, 2015 5:36 pm por Zoey Brooke

» Pedido de Quest
Seg Ago 24, 2015 3:02 pm por Matthew O'Connor

» Avatares Masculinos
Seg Ago 24, 2015 2:50 am por Caleb Hemmings


[FP] Drake Warren Kenneth(Warren) - Bruxo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Drake Warren Kenneth(Warren) - Bruxo

Mensagem por Drake Warren Kenneth em Ter Ago 18, 2015 11:44 am



Drake Warren Kenneth

NOME COMPLETO
Drake Warren Kenneth

IDADE:
27

ESPÉCIE:
Humano

NACIONALIDADE:
Londres, Inglaterra

APELIDO:
Warren

GRUPO:
Bruxo





PERÍCIAS:
Atlético: Representa a capacidade física de um personagem para ações que envolvam esforço muscular, desenvoltura corporal, rapidez e presteza. Utilize esta habilidade sempre que um personagem tentar uma proeza física, como arrombar uma porta, pular um muro, correr por uma longa distância, escalar paredes, arremessar granadas ou erguer objetos pesados. O atributo relacionado (Força, Agilidade ou Vigor) varia de acordo com a ação. Esta perícia ainda garante ao personagem a habilidade em praticar atividades esportivas de diversas modalidades. 4 pontos.

DESVANTAGENS:
Raiva: Seu personagem é muito impulsivo e perde as estribeiras facilmente. Leva a solução de problemas para a violência quase sem notar e gosta de resolver seus problemas "na mão". 2 pontos.

Vício: Seu personagem é viciado em alguma coisa, que consome compulsivamente. Caso fique muito tempo sem satisfazer seu vício, ficará distraído e irritadiço, cada vez com mais vontade, podendo sofrer abstinência. 3 pontos.
(Doce. Podendo ser balas, pirulitos, chicletes, etc.)

Inimigo (demônios): Você tem alguns inimigos que te perseguem, por algum motivo. Eles poderão topar contigo e se o fizerem, irão tentar te fazer mal. 2 pontos.

Dependência: Seu personagem depende de alguma coisa para executar seus poderes. Se ele não tiver sua dependência, não poderá realizar seus poderes e só voltará a fazê-lo quando recuperar. 3 pontos.
(Usar seu anel de família. Seu poder se revelou com ele e o mesmo selou seus poderes com aquele anel como mania do que de fato obrigação.)


ANÁLISE PSICOLÓGICA:
Ele é relativamente fechado e frio por traumas que passou  na infância e alguns outros devido a magia durante a adolescência e mais para frente na sua vida conhecendo mais algumas criaturas. Possui um pouco de medo de ficar sozinho porque já passou por isso e não quer ter de passar por isso de novo sendo que não deseja isso pra ninguém então é claro que pra si mesmo também não. Geralmente se apaixona por pessoas engraçadas e espontâneas porque costuma ser assim e poderia se encaixar mais com pessoas parecidas um pouco com ele mesmo.

ANÁLISE FÍSICA:
Cabelos castanho claro ondulados e um pouco grandes, mas bem cuidados. Olhos claros e penetrantes para todos que olham e mesmo fazendo caretas os olhos se mantém com aquela beleza a parte do rosto como se fosse uma beleza extra. Corpo mediamente malhado de quatro anos de academia, claro que não é excessivo, mas também não é fraco. Costuma sorrir mesmo que seja pra alguém que não conheça porque um sorriso pode abrir portas e às vezes até mesmo corações.

OBSERVAÇÃO:
Costuma ler novos grimórios que encontra para saber sempre um pouco mais e conhecer novas coisas para não ficar parado. Evita demonstrar suas habilidades em público, mas igualmente se deixa sofrer se pode recorrer a magia.

Anel Drake - Anel rusticamente trabalhado em prata e reformado com mais detalhes, uma pedra lapis lazuli em cima. Além dos detalhes presentes no arco do anel e envolta do suporte da pedra, há a inicial de Drake "D" com a mistura de um emblema antigo mágico significando "Poder Infinito".

Grimório Mor - Livro mais antigo que Drake encontrara, sem data e com magia indetectavel de origem, ou seja, sem meios de descobrir seus anos de existência. Contudo, pela aparência pode-se se julgar pelo menos duzentos anos, mas podendo ser bem mais pelo modo conservado. Possuí diversos capítulos separados entre diversos assuntos variados no ramo mágico de uma forma abrangente e detalhada com desenhos em algumas partes. Há os capítulos de pedras, cristais, metais e minérios informando possíveis usos de proteção, para feitiços e até mesmo resistência mágica. Nos capítulos de flores, ervas e frutas pode ser visto remédios, venenos, poções e até mesmo as melhores formas de uso e plantio para uma melhor colheita. Sua penúltima parte se refere aos feitiços, rituais, encantamentos mais complicados e perigosos que o costume de se ver em grimórios mais novos. Sua última parte é referente às trevas, alertando que o uso é para sempre e só deve ser praticada em último caso, pois não há retorno.

Grimório Inmost - Seguindo os exemplos dos primeiros grimórios que leu, este contém tudo que é referente ao mesmo juntando diversas coisas de seus primeiros grimórios com outros detalhes. Tendo o mapa astral, lista dos grimórios e seus donos originais como um catálogo, e um mapa astral mais explicado e geral dos signos como o que seria melhor para um Sabbath e o que pode ser trabalhoso, como posição solar, etc. Há um conjunto de pedras e cristais com alguns usos, ervas e flores mais comuns com seus usos medicinais e alguns mais perigosos para casos de inimigos. Há também feitiços básicos do dia-a-dia e alguns de combate e proteção, maldições e rituais; possuí também como fazer alguns amuletos, talismãs e saquinhos de bruxa caso seja realmente a intenção de machucar. E por fim, algumas anotações pessoais como seus encontros com o demônio  que não conseguiu matar ainda e os sonhos estranhos que descreve quando sente que pode haver um significado.

General Lee - Inspirado em uma série antiga e em dois filmes de comédia, é um 1969 Dodge Charger pintado de laranja com o número "01" nas laterais do mesmo. É bem conservado por dentro e por fora, tendo ainda seu estofamento original intacto e atrás das marchas, há um compartimento escondido com um Kit de PS com o básico de tudo que pode ser útil desde soro fisiológico, até gaze. O painel do carro também mantém as partes originais, tendo a mesma coloração do estofamento sendo um marrom caramelo.

HISTÓRIA: (MINIMO 12)

Eu cresci numa família aparentemente normal com um pai trabalhando boa parte do dia, mas que chega e costuma ajudar os filhos com as tarefas; uma mãe amigável e trabalhadora com os trabalhos em casa e os "extras" de alguns vizinhos ricos que pagam muito bem e ajudam a sustentar a família com as escolas particulares dos filhos. Minha irmã era dois anos mais velha do que eu, mas não agia como tal, porque parecia que tinha menos pela pouca altura que era de 1,65m e um pouco gordinha que para ela era um complexo, mas na verdade a deixava linda porque ela era gordinhas nas partes certas do corpo.

Quando fiz meus dezessete anos, em pleno abril, não fora uma comemoração muito boa como é de costume, porque estava me formando mais cedo no ensino médio. E no início daquele mês minha irmã largou a faculdade da cidade para  trabalhar como auxiliar administrativo numa firma de advocacia. Tentei fingir que meu aniversário estava bem e que estava gostando, minha mãe realmente estava tentando animar o clima na casa porque meu pai e minha irmã não se olhavam havia semanas e o clima era morto.

Para tentar melhorar o clima minha mãe trouxe os presentes e me deu para abrir e fora coisas comuns que eu já esperava em sua maioria: da minha mãe mais de quinze livros que eu tinha na minha lista de compras. Contudo, sempre esquecia de comprar porque a livraria nunca tinha os que eu queria no fim do mês e quando chegava mais, eu já tinha gasto meu dinheiro; do meu pai foi um carro usado que ele tinha me levado para olhar uma vez e eu tinha gostado de cara porque parecia o único carro descente da concessionária que estava bem conservado e o vendedor não cobrava caro por ele;

Por fim foi minha irmã que me entregou dois livros grossos, de couro velho e aparentemente muito velhos, meu pai falou alguma coisa estranha que eu não liguei porque algo estranho naqueles livros me chamou a atenção, senti algo diferente assim que toquei na capa daqueles livros, mas tentei disfarçar e agir normalmente. Agradeci os presentes e fui para o quarto levando os livros, mas deixando os que minha mãe me deu na cama e levando os dois da minha irmã para a mesa para eu estudá-los com atenção. Toquei novamente na capa do primeiro e senti aquela sensação de novo, mas tentei não me atentar a isso e abri o livro com cuidado e olhei com atenção ao que encontraria ali dentro.

A capa por dentro era igualmente velha, mas tinha os dizeres "Sempre lembre de abrir o que estiver fechado para ajudar a se soltar ou feche algo para se proteger de coisas ruins". A primeira folha era amarelada pela velhice provavelmente, mas tinha um cartão muito branco no meio que dizia: "Mandei sua irmã lhe entregar pelo seu aniversário, mas não se preocupe porque amanhã ela lhe dará parabéns de novo como se ainda fosse seu aniversário. Estes grimórios são preciosos e antigos então cuidado com o poder deles."  

Fiquei totalmente sem entender aquilo, mas aquele bilhete só me tentou a ler cada vez mais aqueles livros e fora exatamente isso que fiz. Como tinha combinado com os amigos de comemorar meu aniversário na segunda sendo que ele tinha caído na sexta. Fiquei o final de semana inteiro apenas lendo aqueles livros com feitiços e poções que testei algumas com sucesso. Claro que foram coisas simples com efeitos como bom humor e alteração de voz que realmente foi engraçado ver meu pai com a voz de locutor de rádio por um dia.  

Na segunda feira fora como esperado o dia de aula com as pessoas me dando parabéns atrasado, mas de noite é que foi a minha surpresa porque fizeram uma festa para mim numa casa abandonada. O que tornou a coisa toda muito mais emocionante e tentadora pelo estado da casa. A produção foi bem parecida com a festa daquele seriado Teen Wolf em que os gêmeos organizaram e as pessoas se pintavam com aquelas tintas e tal, a diferença é que na casa  a quantidade de pessoas parecia demais para a casa porque algumas pessoas sumiam às vezes. Eu já estava entendendo para onde elas iam, mas apenas disfarcei enquanto via algumas passarem pelos grupos dos corredores e subirem as escadas, mas não pude observar mais o casal safado porque um moreno gostoso da escola se pressionou em mim.

Fiquei surpreso, mas não o afastei e observei mais atento, ele tinha cabelos espetados e uma franja pintada de amarelo daquelas tintas, era fortinho e estava sem camisa o que me deixou muito interessado naquele garoto. Ele tinha um pentagrama desenhado perto do ombro esquerdo e várias pinturas tribais pelo peito e costas na cor azul que me lembrou de um clipe da Demi Lovato. Sorri quando ele se afastou um pouco e ele se desculpando porque o empurraram em mim, eu ainda rindo disse que tudo bem porque sendo ele não tinha porque pedir desculpas porque eu tinha gostado do susto com ele.

Ele arqueou as sobrancelhas surpreso perguntando se eu era o aniversariante bi e gostoso, eu ri e disse que sim, mas não tinha certeza sobre a parte do gostoso, ele sorriu e disse que essa parte era dele. Ficamos algum tempo apenas nos olhando nos olhos e rindo, quando ele pegou nas minhas mãos e me levou para um quarto no segundo andar. Eu simplesmente fui como se estivesse encantado por algo, ainda lembro da certeza de estar indo para algo incrível e que iria adorar. Não sei e não lembro o que era exatamente, mas sabia que era forte e que não era a bebida porque não tinha bebido nada ainda e devido ao que aconteceu em seguida realmente deveria ser culpa do garoto estranhamente atraente.  

Logo entramos num quarto vazio e sem nenhum casal já "usando", então entrei e esperei ele fechar a porta e trancar para não termos interrupções, mas enquanto fui até a janela ver a movimentação das pessoas na rua, sinto duas mãos na minha cintura que me puxarão para trás e fui pensando que era o garoto de antes. As mãos me levarão para uma cadeira e amarraram minhas mãos, sorri falando que ele era safado. Virei minha cabeça pro lado tentando falar olhando a cara de safado dele, mas o garoto estava no chão com uma poça de sangue. Fiquei assustando ao ver que o garoto saiu de minhas costas e era igual ao que estava deitado no chão.  

O garoto se virou para mim e tinha olhos negros, ele riu e falou com uma voz grossa e rouca dizendo que me esperava havia anos e sabia que eu não resistiria a ler aqueles livros, eu estranhei de início, mas liguei os pontos na história e perguntei o que ele queria comigo. Ele sorriu e disse que queria a minha alma porque ele se alimentava de bruxos com sangue mágico antigo e em atividade, eu disse que ele estava errado. Entretanto, o mesmo contrapôs dizendo que sabia das poções e as poções básicas são com itens comuns para testar a aura se a pessoa é apta a magia.  

Eu estava literalmente assustado com aquele garoto que eu pensei que era gostoso, mas agora não era tanto assim e aquele momento não estava nada bom para mim porque estava amarrado e não sabia o que ia fazer. Tentava lembrar de algo que funcionasse que eu pudesse usar ali, mas nada que eu lembrei poderia ajudar e então veio a frase da capa na minha mente e disse: "Aperi", mas nada aconteceu e então lembrei de uma explicação dos livros sobre pronúncia nos dizeres com clareza e intenção e digo: "Exue me" e em seguida as cordas dos meus pulsos caem.  

Eu me levanto e logo que o garoto veio na minha direção para me pegar, puxo a cadeira e a jogo em cima dele fazendo ele cair no chão. Fui até a porta, mas não consegui abrir e digo: "Aperi", a porta se abre sozinha e saio correndo pelo corredor e pelas escadas. Logo percebi o local vazio e fico sem entender nada porque havia uma festa ali tinha poucos minutos atrás. O garoto pula do corredor do segundo andar e diz que todos foram embora porque a polícia veio acabar com a festa e eu não ouvi nada pelo transe que estava quando toquei na mão dele.

Ele sorri enquanto vinha na minha direção e dizia que o jogo foi legal, mas agora já era hora dele se alimentar porque estava com fome, mas ele não contava que tentasse um pouco mais de magia porque mesmo não tendo lido tanto assim de feitiços suspeitei que se dois em latim funcionaram, mais coisas em latim também funcionasse. Tentei andar para trás até eu lembrar de algo em latim que pudesse ser útil, mas nada veio e ele disse que iria me quebrar todinho assim como fizera com o garoto no quarto.

Olhei com medo até ele ficar bem próximo de mim disfarçando a ideia que ele acabara de me dar, ele quase me tocou de novo mas eu disse: "Effringite" e em seguida o garoto se contorceu, caiu no chão e tentou se arrastar até a mim, mas não conseguia se mexer muito então a boca se abriu liberando uma enorme fumaça preta que foi embora e deixou o corpo em algum tipo de gosma vermelha e branca. Eu sai do local ligando para anonimamente sobre alguém morto naquele endereço no segundo andar, mas corri de volta para minha casa tentando me recuperar mentalmente sobre o ocorrido, e principalmente pensar sobre o que faria com os grimórios.

Cheguei em casa pensando em destruí-los, mas assim que os toquei senti uma coisa diferente como uma coisa a mais que todos desejam e acabei me sentando na cadeira olhando para eles e me decidindo que seria melhor eu estudar do que ficar despreparado com algum novo encontro com demônio, assombração ou o que quer que tenha sido aquilo. Atualmente, já faz dez anos desde aquele tempo e já terminei aqueles grimórios, e também alguns outros que encontrei devido a outros encontros com aquele demônio que literalmente me quer, mas que com certeza um dia irei achar um modo de matar definitivamente  aquela coisa.  
 




Daniel Sharman - Bruxos - Drake Warren Kenneth



Última edição por Drake Warren Kenneth em Dom Ago 23, 2015 5:06 pm, editado 2 vez(es)




Drake Warren Kenneth

avatar
Mensagens : 3
Data de inscrição : 02/08/2015
Ver perfil do usuário

Drake Warren Kenneth

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Drake Warren Kenneth(Warren) - Bruxo

Mensagem por Luix H. W. Kriskahn em Dom Ago 23, 2015 5:04 pm

Mano, tá tudo bem feito.Contudo tem algumas partes das suas "observações" transgredindo um pouco os sistemas, nada o suficiente para negar a ficha.Mas só para te lembrar que seu bruxo não conhece nenhum feitiço "oficialmente". Peço perdão por não ter feito a loja de feitiços ainda...mas as coisas correram pro meu lado essa semana e vão piorar nas próximas, não sei se tu pode contar com os outros amiguinhos.Mas enfim...Ficha aprovada.Por hora se tu for fazer alguma missão deixa a critério do narrador como tu vai usar tal feitiço poder ou qualquer caralhada dessas .Enfim...
Bem vindo ao jogo


AÇÃO/narração      Fala       pensamentoFala de outras pessoas/leituras.[/center]
avatar
Mensagens : 16
Data de inscrição : 02/08/2015
Ver perfil do usuário

Luix H. W. Kriskahn
Hunter

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum